sexta-feira, 21 de junho de 2013

Só quem é quadrado não muda de ideia!



Uma meia dúzia de palavras sua, me fez diminuir a velocidade, retive a intensidade, parei e analisei meu estado emocional, metade era apenas ausência, de quem? Do que? Eu tive que testar, desviei o olhar de você, me senti cuidada por outro, e eu percebi a diferença, entre lembrar com carinho e sentir saudades, a diferença de sentir vontade e sentir falta. Eu estou em processo de desapego, e a culpa é sua, mas não acredito que desapego seja o mesmo que “desquerer”, é apenas tonar algo necessário em opcional, e ainda sim gostando muito, sem precisar esquecer, sem deixar de lado a sua importância, sem substituição, apenas desacelerando, até mesmo por que ainda existe a outra metade. 
Maristela Saldanha/ 22/06/2013